Tag: Eurotrip

Oops Hostel em Paris!

6/fev
2014

Para mim, viajar é aproveitar momentos únicos e sair do lugar comum. Em 2012, eu tentei algo diferente e me hospedei pela primeira vez num hostel – Oops Hostel – em Paris. Gostei tanto da experiência que repeti a dose em 2013 no mesmo lugar.

O Oops é uma ótima pedida para quem quer um lugar bom, bonito, barato e bem localizado. Apesar de ser um pouco distante dos pontos turísticos, o 13º arrondissement tem seu charme. O hostel fica entre as estações de mêtro Les Gobelins e Place d’Italie, além de estar cercado de restaurantes, lojas, lavanderias, cinemas, feiras de rua, jardins, museus e até um shopping center.

As opções são quarto compartilhado misto para 6 ou 4 pessoas. Para o quarto 4 girls only é necessário verificar a disponibilidade por email e confirmar após a reserva online. Foi essa a opção que escolhi. No quarto haviam duas beliches, uma mesinha, uma cadeira, várias tomadas e um ar condicionado central poderoso. Tem calefação, mas eu não tenho ideia da potência, pois só conheço Paris no verão.

Aqui vale um segredinho… Os quartos de fundos são os melhores por serem silenciosos e, a partir do terceiro andar, a vista é para a Torre Eiffel!

Alguns computadores ficam a disposição logo na entrada e o wifi grátis tem sinal perfeito em qualquer ponto. Os cofres digitais tbém são grátis e estão no corredor de cada andar ou na recepção aberta 24h. A cozinha fica disponível direto e conta com diversos utensílios, fogão e geladeira caso alguém queira preparar ou armazenar algo.

O café da manhã está incluído e oferece pão, croissant, geléia, manteiga, suco, chá, café, leite e cereais. Não é um banquete, mas dava para tapear, até porque bem pertinho, descendo a rua, tem uma boulangerie com um croissant au chocolat dos deuses e outras deliciosas pâtisseries.

Todos os integrantes do staff foram muito gentis e bem informados comigo, mas são rígidos se pintar qualquer princípio de bagunça. É um hostel com clima tranqüilo e organizado.

O único ponto negativo é a toalha, esta sim não está incluída. Se você não tiver uma, vai precisar alugar a toalha de banho. O problema é que a tal toalha é menor que uma toalha de rosto. O truque é levar sua própria toalha, de preferência de microfibra que quase não ocupa espaço e seca ultra rápido.

CHEGUEI!: Discreto, né? Tem que prestar atenção, senão se perde.

QUARTO: Única foto que tenho. Sempre deixavam a cama arrumada.

BANHEIRO: Apertadinho, mas tbém sempre arrumado e limpinho.

VISTA: Pôr do sol lindo com a torre ao fundo.

SELFIE: No elevador pink!

BOM DIA: Só senti falta de frutas no café da manhã.

FLORES: estampadas no espaço onde o café é servido.

Confesso que estava bem receosa de dividir o quarto com estranhas, mas foi incrível conhecer meninas de várias partes do mundo, da Argentina até Austrália, passando por Tailândia! Como o quarto tinha uma “vistinha” da Torre Eiffel, por diversas noites até rolaram brindes com champagne (francês bien sûr!) para comemorarmos a hora que começa a piscar lindamente. Mas isso foi uma excessão, porque é proibido consumir bebida alcoólica no quarto, tá? Oops! ;)

Oops Hostel
50 Avenue des Gobelins, 75013 – Paris, França.
http://www.oops-paris.com/

E você, já se hospedou num hostel?!

Gourmet Burger Kitchen em Londres!

7/jan
2014

Eu sou uma devoradora de hamburguers! Dos mais podrinhos até os mais gourmet! E no hall dos meus favoritos já devorados e aprovados, reina absoluto o Gourmet Burger Kitchen, ou simplesmente GBK para os íntimos.

O GBK é uma rede de hamburgueria inglesa que tem como diferencial o hamburger feito 100% com carne bovina Aberdeen Angus. É preparado manualmente para que fique bem generoso, temperado só na base de sal e pimenta, além de ser grelhado no carvão para garantir que fique com uma casquinha crocante por fora e suculenta por dentro.

Virei fã de carteirinha da carne saborosa, da top maionese caseira e das fritas deliciosamente fininhas e crocantes! Por isso, levei o Amaral, meu amigo cheff e companheiro de EuroTrip2013, para conhecer a delícia.

Saca só nossos pedidos…

EU PEDI:
- Classic
(Hambúrguer, maionese da casa e salada)
- Fresh’n'Fizzy Strawberry & Elderflower
(Um tipo de chá gelado gasoso de morango com flor de sabugueiro)
- Rosemary Fries
(Batatas fritas fininha com alecrim)

AMARAL PEDIU:
- The Taxidriver
(Hambúrguer, queijo prato, anel de cebola empanado, pimenta cajun, maionese defumada picante, picles e salada no pão brioche)
- Vanilla Milkshake
(Milkshake gigante de baunilha)
- Sweet Potato Fries
(Batata doce rústica e frita)

O Amaral AMOU o GBK, tanto que até voltou outro dia para provar o Habanero, hamburguer extremamente picante. Eu sempre vou de clássico, simples e gostoso!

Mas não são só os hambúrgueres de carne bovina que fazem a fama do GBK. Existem tbém sanduíches de filé de frango, cordeiro e hadoque (o mesmo do “Fish and Chips”). Além de saladas, petiscos e sobremesas.

Lá funciona o sistema de “pay at the counter”, no qual o pedido é feito e pago no caixa, depois o garçom entrega tudo na mesa. Apesar disso, o lugar não tem pinta nenhuma de “fast food“, graças a decoração charmosa com toque vintage e tbém do público que vai com a intenção de curtir tranquilamente um ótimo lanche!

No site do GBK tem o cardápio todinho e os endereços das unidades espalhadas por UK.

Qual o acompanhamento indispensável no seu hamburguer? Conta aí!

The Breakfast Club em Londres

20/set
2013

O café da manhã é minha refeição favorita e não tem comida mais gostosa do que ovos benedict acompanhado de panquecas com frutas vermelhas! Suco verde que nada… #gordurinhatransteam

Pena que é o tipo de comida impossível de achar com uma qualidade capaz emocionar aqui no Rio de Janeiro. Essa é a minha desculpa para buscar boas opções das minhas comfort foods preferidas quando viajo. Por isso, até agora eu não sei se dou pulinhos ou lamento o fato de só descobrir esse lugar no último dia em Londres.

Imagina um restaurante que serve café da manhã o dia todo, com um cardápio recheado de delícinhas e decoração ultracolorida. Achei o paraíso chamado The Breakfast Club!

Quem é da década de 80 vai sacar logo que o nome do lugar é o título original do filme Clube dos Cinco. A atmosfera é cool e despojada, com paredes cobertas de polaróides, postais de vários lugares do mundo, flores, luzinhas e um monte de recadinhos engraçados em guardanapos.

Cheguei lá para almoçar e claaaro que não pensei em mais nada quando li no menu ovos benedict com presunto e molho hollandaise. Como eu sou a rainha das friturinhas, ainda pedi uma porção show de batatas fritas. Estava tudo master delicioso! Foi tanta comida que me senti a própria Violet Beauregarde. Estufada do jeito que estava, não havia espaço para as pancakes. Mas eu sou brasileira e não desisto nunca…

O jeito foi dar uma volta, curtir meus últimos momentos na terra da rainha e esperar a digestão abrir uma brecha. Voltei no mesmo dia só pelas amadas panquecas com frutas vermelhas e creme de baunilha (). Oh my Gody valeu cada caloria! O prato tbém é generoso e eu saí estufada – parte 2 – O Retorno.

Percebi que várias pessoas começaram a chegar com cervejas, vinhos e cidras em sacolas e descobri o que é BYOBbring your own beverage – ou seja, dá pra levar a bebida que quiser sem problema que eles até emprestam os copos. O esquema funciona de segunda à domingos, de 17h às 22h, apenas na filial do Soho.

Aproveitei para gravar um instavídeo que mostra um pouquinho do The Breakfast Club e o ataque das panquecas! :P Aproveita e segue aí @photogirlchic

É o tipo de restaurante que eu adoro: decor interessante, comida maravilhosa e preço muito bom! E se você quer provar mais de um prato do cardápio, o mais sensato é dividir com alguém. Ou faz a gulosinha como eu e divide as refeições haha.

No total, são 5 filiais – Soho (onde fui), Spitafields, Angel, Hoxton e Battersea Rise – com previsão para inaugurar mais uma perto da London Bridge em 2014.

Curtiu o lugar, mas está preocupada em caber no jeans? Lá tbém tem salada de frutas, muesli, sucos, smoothes, mingau, etc. Aliás, no site oficial tem o cardápio completo e os endereços.


Me conta aí, qual sua comfort food favorita?

Look(a) do Dia: LBD para o Fifteen!

19/set
2013

Viajar por um longo período requer criatividade e alguns truques para fazer a mala render. E não tem trucão na vida melhor que o little back dress! O vestidinho preto que vai com tudo e combina um monte é perfeito para momentos de desespero e/ou preguiça. Pode vir um monte de tendências ou modinhas que nada abale seu poder!

Nesse dia, fomos jantar no Fifteen, mais um dos restaurante do Jamie Oliver. Mas o lugar é mais que um restô, é uma ONG! A maioria dos funcionários faz parte do Magic of Cooking, programa que ajuda jovens que tem problemas na sociedade, logo dificuldades na escola, para que possam se posicionar no mercado. Eles se dedicam a um completo cronograma de estudos, recebem orientação psicológica e estágio no Fifteen. Uma oportunidade de formação profissional que já mudou a vida de muitos jovens.

Amaral, grande amigo e chef que viajou comigo, adiantou que o perfil do lugar é arrumadinho e elegante. Por isso, lancei mão do eternamente famoso LBD para não errar. Meu pretinho nada básico é coberto de paetês (). Como o vestido já tem brilho suficiente para uma vida noite, peguei leve na quantidade de acessórios, mas fui com um earcuff poderoso. Essa peça fez sucesso, várias pessoas me perguntaram onde comprei. Para proteger do frio, joguei um trench coat por cima e uma meia-calça beeeem escura por baixo. Fiquei na dúvida de qual sapato escolher, saltão ou sapatilha, mas cabei indo com esse tênis que tem uma pegada sofisticada e é só conforto para quem bateu perna turistando o dia todo.

Adorei combinar diferentes elementos, uns mais clássicos, outros mais fashionistas, para compor o look!

Vestido Mahamantra
Trench Coat Renner
Earcuff Lilac Acessórios
Batom Illamasqua, cor Box
Tênis Via dos Pés


O vestidinho preto já te ajudou num look? Conta aí!

Look(a) do Dia: O jeans e o dinossauro!

2/set
2013

Queremos conforto quando viajamos, mas tbém queremos fazer bonito nas fotos, né?! Uma das coisas que eu mais gosto é puxar um estilo mais rock e moderno quando estou em Londres. Sinto que faz parte da cidade. Vocês já sentiram isso, de se permitir um look por causa de um lugar? Essa brincadeira de testar diferentes estilos é ótima para ver o que cai bem, o que vale a pena incorporar ou o que é melhor dispensar.

Para começar, eu necessito confessar o caso de amor que tenho com essa calça. Comprei esse modelo de skinny jeans na Miss Selfridge ano passado. De lá pra cá, usei tanto, taaaaanto a bendita calça, que ela desbotou toda e até descosturou um dos bolsos. Nunca vi um jeans roubar meu coração e me vestir tão bem! Devido ao estado precário, eu decidi não levá-la e simplesmente comprar outra igual ou parecida. Mas na véspera me deu a LOUCA, encasquetei que queria ela e somente ela. Remendei o bolso e meti a calça na panela pra tingir, rezando pra dar tudo certo. E DEU! O que foi um certo milagre porque eu tbém tingi uma outra calça preta que nem gosto muito e a coitada ficou vermelha. Oi?!

E aí está ela, pretinha feito a assa da graúna no meu look londrino! kkkk A tee tbém é outra peça engraçada porque sempre tem alguém empolgado que decide me mandar uns beijinhos. Como prefiro viajar light, levei apenas uma única bolsa que reinou 100% absoluta (até na praia o.O). Foi guerreira, viu? Assim como os tênis de cano alto que combinaram com tudo e mais um pouco. Para completar, maxibrincão cheio de brilho!






O dinossauro Dipodoclo, “Dippy” para os íntimos, pediu pra avisar que adorou o look! =P

Skinny Jeans <3 Miss Selfridge
Tee Miss Melon
Maxibrincos Lilac Acessórios
Bolsa Espaço Carioca
Tênis Via dos Pés

E você? Qual seu look preferido para viajar?!